Moacir Santos

moacir santos.jpg

Moacir Santos (Flores, 26 de julho de 1926Pasadena, 6 de agosto de 2006) foi um arranjador, compositor, maestro e multi-instrumentista brasileiro.

Nascido no sertão pernambucano, começou a tocar clarinete aos 11 anos. Ainda adolescente foi para Recife e em seguida excursionou com um circo pelo interior do estado e tocou em bandas. Nos anos 40 trabalhou na Bahia, Ceará e Paraíba. Por essa época aprendeu a tocar saxofone. Juntou-se à Orquestra Tabajara de Severino Araújo e foi para o Rio de Janeiro em 1948. Logo foi contratado pela Rádio Nacional, onde permaneceu por 19 anos. Além de instrumentista, atuava também como maestro e arranjador. Foi professor de Roberto Menescal, Nara Leão, Sergio Mendes e outros, e nos anos 50 e 60 compôs em parceria com músicos como Vinicius de Moraes e Mário Telles. É considerado um dos grandes mestres da renovação harmônica da MPB. Seu primeiro disco, “Coisas”, foi lançado em 1965 pelo selo Forma com todas as dez faixas numeradas com esse nome. Mais tarde fez trilhas para cinema, trabalho que o levou para os Estados Unidos, para onde se mudou. Lá trabalha com cinema, é professor de música e passou a se interessar também por música erudita. Gravou discos pela gravadora Blue Note e vinha esporadicamente ao Brasil, onde já recebeu diversas homenagens. Entre suas composições mais célebres e gravadas estão “Nanã” (com Mário Telles), “Menino Travesso”, “Triste de Quem” e “Se Você Disser que Sim”, todas com Vinicius de Moraes. O parceiro Vinicius o homenageou no “Samba da Bênção” (com Baden Powell): “Moacir Santos/ tu que não és um só, és tantos/ como este meu Brasil de todos os santos”).

Iniciou sua carreira no sertão pernambucano como integrante de bandas. Na década de 1940 mudou-se para o Rio de Janeiro, e nessa cidade foi contratado pela Rádio Nacional. Durante dois anos, morou em São Paulo, onde regeu a orquestra da TV Record, voltando logo em seguida para o Rio de Janeiro. Em 1967 mudou-se para Los Angeles pois fora convidado para a estreia mundial do filme “Amor no Pacífico”, do qual havia sido compositor. Estabeleceu moradia fixa na região de Pasadena, na Califórnia, onde viveu compondo trilhas para o cinema e ministrando aulas de música. Moacir Santos faleceu em 6 de agosto de 2006, onze dias após completar 80 anos.

 

Realizações da carreira

Conhecido pelo seu virtuosismo, dominava o saxofone, o piano, a clarineta, o trompete, o banjo, o violão e a bateria. Note-se que ele iniciou-se como tocador de clarinete aos 11 anos.

É tido como um dos maiores mestres da renovação harmônica da música popular brasileira (MPB).

Foi parceiro de Vinicius de Moraes, e por esse foi homenageado na canção “Samba da Bênção”, com Baden Powell: “Moacir Santos / tu que não és um só, és tantos / como este meu Brasil de todos os santos.”

Foi assistente do compositor alemão Hans Joachim Koellreuter e professor de músicos como Baden Powell, Paulo Moura, João Donato, Nara Leão, Roberto Menescal, Sérgio Mendes e outros importantes nomes da música brasileira.

Em julho de 2006, ganhou o Prêmio Shell de Música.

Obras

O seu primeiro disco intitula-se “Coisas“, lançado em 1965 pela gravadora Forma. Já morando nos Estados unidos lançou os discos Maestro (1972), Saudade (1974) e Carnival of the Spirits (1975) pelo selo Blue Note, e Opus 3 Nº 1 (1978) pelo selo Discovery.

Suas mais conhecidas composições são “Coisa n. 5”, “Menino Travesso”, “Triste de Quem”, “Se Você Disser que Sim” (com Vinicius de Moraes) e “Nanã” (com Mário Teles).

Em 2001 sua obra foi novamente lançada no Brasil através do álbum “Ouro Negro” com arranjos e produção de Mario Adnet e Zé Nogueira, e com participações especiais de grandes artistas como Milton Nascimento, Djavan, Ed Motta, Gilberto Gil, João Bosco, João Donato entre outros. Em 2005 foi lançado um DVD com um show da “Banda Ouro Negro” gravado ao vivo no SESC Pinheiros em São Paulo, e um disco, pela gravadora Biscoito Fino, com várias composições do início da sua carreira, nunca antes gravadas chamado “Choros & Alegria”.

 

moacir santos 2.jpg

 

Discografia:

 

 

Moacir Santos ‎– Coisas – 1965

Selo Forma

moacir santos coisas.jpg

1 Coisa nº 4
(Moacir Santos)
2 Coisa nº 10
(Mário Telles, Moacir Santos)
3 Coisa nº 5
(Mário Telles, Moacir Santos)
4 Coisa nº 3
(Moacir Santos)
5 Coisa nº 2
(Moacir Santos)
6 Coisa nº 9
(Regina Werneck, Moacir Santos)
7 Coisa nº 6
(Moacir Santos)
8 Coisa nº 7
(Mário Telles, Moacir Santos)
9 Coisa nº 1
(Clóvis Mello, Moacir Santos)
10 Coisa nº 8
(Regina Werneck, Moacir Santos)

Ficha Técnica:

Produtor: Roberto Quartin
Diretor artístico: Wadi Gebara Netto
Técnico de gravação: Alberto Soluri
Capa – Tela de: Patricia Tattersfield

Músicos

Nas faixas “coisa No 1, 2 3, 4 e 6”:

Júlio Barbosa (Pistão)
Dulcilando Pereira (Sax-alto)
Luiz Bezerra (Sax-tenor)
Geraldo Medeiros (Sax-barítono)
Edmundo Maciel (Trombone)
Armando Pallas (Trombone-baixo)
João Gerônimo Menezes (Trompa)
Nicolino Cópia (Flauta)
Chaim Lewak (Piano)
Claudio das Neves (Vibrafone)
Geraldo Vespar (Violão)
Gabriel Bezerra (Baixo)
Wilson das Neves (Bateria)
Elias Ferreira (Ritmista)

Nas faixas “coisa No 7, 8 9 e 10”:

Júlio Barbosa (Pistão)
Jorge Ferreira da Silva (Sax-alto)
Moacir Santos (Sax-barítono)
Chaim Lewak (Piano e orgão)
Geraldo Vespar (Guitarra)
Gabriel Bezerra (Baixo)
Wilson das Neves (Bateria)
Elias Ferreira (Ritmista)

 

 

Download:

 

 

https://mega.nz/#!ttozjAKI!rYhL253w1YH5v0SmolXJio57fD273mO6p2CDecA67VU

 

 

 

 

Moacir Santos ‎– Maestro – 1972

Blue Note

moacir santos maestro

TracklistHide Credits

Intro Monologue 1:02
A1 Nana

Arranged By – Reggie AndrewsFlute – Don MenzaVocals – Moacir Santos, Sheila WilkinsonWritten-By – M. Santos*, M. Telles*, Y. Kotti*

4:58
A2 Bluishmen

Baritone Saxophone – Moacir SantosFrench Horn – David DukeSoprano Saxophone – Ray PizziWritten-By – M. Santos*

4:53
A3 Luanne

Trombone – Frank RosolinoVocals – Moacir SantosWritten-By – J. Livingston, M. Santos*, R. Evans*

3:00
A4 Astral Whine (An Elegy To Any War)

Tenor Saxophone – Don MenzaVoice, Baritone Saxophone – Moacir SantosWritten-By – M. Santos*

4:12
B1 Mother Iracema

Alto Saxophone – Ray PizziGuitar – Joe PassOrgan – Clair Fischer*Written-By – M. Santos*

4:24
B2 Kermis

Guitar – Joe PassOrgan – Clair Fischer*Piano – Hymie LewakTrumpet – “Chache” (Oscar Brashear)*Written-By – M. Santos*

4:08
B3 April Child

Vocals – Moacir SantosWritten-By – J. Livingston, M. Santos*, R. Evans*

4:07
B4 The Mirror’s Mirror

Bass – “Eusi” (John Heard)*Electric Piano – “Sunduza” (Bill Henderson)*Trombone – Frank RosolinoVocals – Moacir Santos, Sheila WilkinsonWritten-By – M. Santos*

5:35

Companies, etc.

Credits

Notes

Engineered at A&M Recording, Los Angeles, Calif.
Remixed at A&R Recording, New York, N.Y.
Mastered at Media Sound, New York, N.Y.©℗MCMLXXII United Artists Records, Inc.

Barcode and Other Identifiers

  • Matrix / Runout (Runout side A): BN-LA007A-1B
  • Matrix / Runout (Runout side A): BN-LA007B-1B

 

Download:

 

 

https://mega.nz/#!NpxiABAZ!p8a7ftNNlZqD7d9XH6c9xmQXQ6OHKhE7GUte4x0xj88

 

 

Moacir Santos ‎– Saudade – 1974

Blue Note

moacir santos saudades.jpg

Selo/Label:Blue Note
Faixas/Tracks:
1-Early Morning Love (Santos, Yanna Cotti)
2-A Saudade Matta a Gente (Antonio Almeida, J. de Barro)
3-Off and On (Santos, Cotti)
4-The City of LA (Mark Levine)
5-Suk Cha (Santos)
6-Kathy (Santos, Ray Evans, Jay Livingston)
7-Haply-Happy (Santos, Petsye Powell)
8-Amphibious (Santos, Assis)
9-This Life (Santos, Cotti)
10-What’s My Name (Santos, Evans, Livingston)

Arranjos/Arrangements:Moacir Santos/Mark Levine

Músicos/Musicians:
Moacir Santos – saxofone/saxophone, condutor/conductor
Steve Huffsteter – trompete/trumpet, flugelhorn
Benny Powell/ Morris Repass- trombone
Sidney Muldrow – trompa/french horn
Ray Pizzi – fagote/bassoon, alto saxophone, tenor saxophone, flauta/flute, flautim/piccolo
Jerome Richardson – soprano saxophone, alto saxophone, tenor saxophone, baritone saxophone, flauta/flute
Mark Levine – piano, piano eletrico/electric piano
Lee Ritenour – guitarra/guitar
John Heard – baixo/bass
Harvey Mason – bateria/drums
Mayuto Correa, Carmelo Garcia – conga, percussão/percussion
Donald Alves, Mike Campbell, Jose Marino, Petsye Powell, Carmen Saveiros, Regina Werneck – backing vocals

 

Download:

 

 

https://mega.nz/#!I0wG1KhK!hiXnT8503eYWOETA_MoyNHkiLsvBYBfP56NsT2paPnA

 

 

 

Moacir Santos ‎– Carnival Of The Spirits – 1975

Blue Note

moacir santos 1975.jpg

Faixas
1 Quiet carnival
(Mike Campbell, Moacir Santos)
2 Jequié
(Moacir Santos)
3 Kamba
(Moacir Santos)
5 Coisa nº 2
(Moacir Santos)
6 Tomorrow is mine
(Mike Campbell, Moacir Santos)
7 Route
(Moacir Santos)
8 Anon
(Moacir Santos)

Participam:

David Duke (trompa), Dean Parks (guitarra), Dennis Budimir (guitarra), Don Menza (flauta alto, saxofone tenor), Ernie Watts (flauta baixo), George Bohanon (trombone), Jerome Richardson (flauta Alto, saxofone soprano), Larry Nash (piano fender rhodes), Louis Alves (percussão), Mike Price (trompete), Paulinho da Costa (percussão), Ray Pizzi (clarinete, clarone), Robertinho Silva (percussão), Chuck Domanico (contrabaixo), Clare Fischer (piano), Harvey Mason (bateria), Ray Pizzi (saxofone soprano), Oscar Brashear (trompete) e J. J. Johnson (trombone). Arranjos de Moacir Santos e Dale Oehler (que também assina a produção).

 

 

Download:

 

https://mega.nz/#!01ox1KwK!drrNvsZHAUXq1wwftUs22gWUHUryRy3DU7_1NLFcPS0

 

 

Moacir Santos ‎– Opus 3 No. 1 – 1978

moacir santos 1978

 

Selo/Label:Discovery Records
Faixas/Tracks:
01 – Adriana (Opus 3 Nº 1) com/with Deborah Tompkins (Moacir Santos)
02 – Evocative (Moacir Santos)-
03 – What If (Moacir Santos / Y. Cotti)
04 – A Riddle (C. Berg)
05 – Make Mine Blue (Moacir Santos / Y. Cotti)
06 – The Wind Is Rising (Moacir Santos / Y. Cotti)-
07 – Love Is a Happening Thing (Moacir Santos / Y. Cotti)
08 – Off And On (Moacir Santos / Y. Cotti)
09 – Pinnacle (M. Benson)
10 – Coisa Nº 6 (Moacir Santos)

Músicos/Musicians:
Em/In “Adriana”, “A Riddle”, “Pinnacle”:
Moacir Santos:Sax baritono/Baritone Sax
Tom Garvin:Piano
John Heard:Baixo/Bass
John Perett:Bateria/Drums
Jean Hugo:Violino/Violin
Don Willians:Percussão/Percussion
Louis Taylor: Sax Soprano & Tenor
Bill Reichenbach:Trombone

Em/In:”The Wind Is Rising”, “Make Mine Blue”,”Off And On”, “Evocative”, “What If”, “Coisa Nº 6”, “Love Is a Happening Thing”
Moacir Santos:Sax baritono/Baritone Sax, vocal
Bill Hood: metais/woodwinds
Abraham Lewak:Piano
Bob Saraiva:Baixo/Bass
Jerry Redmond:Bateria/Drums
João Donato: Percussão/Percussion
Alicia Rodriguez:Vocal

 

Download:

 

 

https://mega.nz/#!k8wBARDD!sLMLwLZda5z548akU0SGXTLKX74qq6b3Pv29UuyuL4c

 

 

moacir santos 3.jpg

 

Moacir Santos e Banda Savana – Maracatucute

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s